Atlas Copco Rental: ar comprimido
Evento decorreu a 16 de maio, na Universidade do Algarve

Produtores do Algarve respondem massivamente à chamada da I Conferência Técnica do Abacate no Algarve

Sónia Ramalho16/05/2023
Cerca de 90% dos produtores de abacate do Algarve fizeram questão de marcar presença na I Conferência Técnica do Abacate, que decorreu a 16 de maio no Grande Auditório da Universidade do Algarve e cuja organização esteve a cargo da revista Agriterra e da Trops.
Imagen

Mais de 200 pessoas assistiram ao vivo às apresentações de especialistas de várias áreas relacionadas com o cultivo do abacate e que abordaram temas tão variados como as particularidades do cultivo e a sua viabilidade no Algarve, aos problemas de rega relacionados com o consumo de água, à polinização assistida, fungos aéreos ou às vantagens do abacate clonal.

Se em 2013 existiam 300 hectares de abacateiros plantados, este número aumentou seis vezes até 2019, atingindo os 2600 hectares no final de 2021. Destes, mais de 90% estão no Algarve, razão pela qual os produtores da região têm de estar atentos às particularidades do seu cultivo e principalmente onde devem investir para ter melhores resultados.
Durante a tarde, vários oradores defenderam que Portugal não deve competir em matéria de preço, mas sim na qualidade do abacate, como o abacateiro pode funcionar como fixador de carbono (e jogar com esta informação para melhorar a “imagem” do abacate), de que forma a rega gota a gota, na quantidade adequada e no momento certo, pode fazer a diferença e como a dessalinização pode ser um caminho a seguir para enfrentar a seca que se faz sentir no país.
Mesa redonda com Gonçalo Santos Andrade, presidente da Portugal Fresh, Carlos Martins, produtor de abacate, Amilcar Duarte...
Mesa redonda com Gonçalo Santos Andrade, presidente da Portugal Fresh, Carlos Martins, produtor de abacate, Amilcar Duarte, professor adjunto da Universidade do Algarve (a quem coube a moderação), Hugo Melita, managing partner da Global Avocados, Filipe Ferreira, vice-presidente da FNOP e Tomás Melo Gouveia, produtor de abacate

A encerrar o evento, vários produtores de abacate estiveram reunidos numa mesa redonda a discutir qual o futuro da produção de abacate em Portugal.

Na próxima edição da revista Agriterra pode ler a reportagem completa sobre o evento.

foto

- Induglobal ( Grupo Interempresas )